O Universo da Cafeína

Hoje falaremos sobre diferentes tipos de café e de cafeína, e por fim, os usos desta maravilha natural. A começar pelo grão, ele pode ser basicamente de dois tipos: Arábica ou Robusta. O mais conhecido e utilizado é o Arábica que, por ser plantado em altas atitudes, tem maior concentração de sabor, sendo assim, a escolha que fizemos para nossas Barras Energéticas, dando aquele sabor suave de café que faz toda a diferença. O Robusta já é conhecido pela força, ele possui o dobro de cafeína do grão anterior, entretanto, por esse mesmo motivo, tende a ser bem mais amargo e mais comum de encontrar em cafés solúveis.

Além disso, cada grão pode ser plantado, colhido ou tratado de diferentes formas, permitindo todo um leque de avaliação diferenciado: notas (sabor leve que se remete ao experimentar o produto), aroma e acidez, que varia principalmente com o solo de plantio. Para os triatletas de plantão, uma opção interessante de experimentar é o café Kona, produzido no mesmo lugar do mundial do IRONMAN -em solo vulcânico- é uma variação do Arábica, considerado por alguns como o café mais gourmet do mundo. Outra opção interessante é o café verde, que recebe esse nome pois é colhido antes do processo de maturação do grão, ficando sem o tamanho, a cor e o sabor característico. Porém, desse modo, é possível criar produtos com cafeína natural e sem o sabor forte do café pelo processo de micronização do grão, como no caso das nossas Barras Proteicas que, tirando o sabor de Chocolate Belga (disponível na versão MINI), todas possuem cafeína, mas sem o sabor de café.

Hoje em dia no mercado encontramos a cafeína em diferentes formas, natural, sintética, ou sintética anidra. Que atuam no sistema nervoso central aumentando a capacidade de trabalho do coração, que consequentemente dilata vasos sanguíneos periféricos. Assim, ela acelera o metabolismo e dá maior disposição ao usuário que geralmente, por excitação do sistema nervoso, fica também mais alerta e ágil.

Vale ressaltar que o consumo de cafeína deve ser calculado e pensado de acordo com os momentos e condições do seu dia, e deve ser evitada por portadores de arritmia cardíaca. Os cuidados de forma geral são individualizados, já que cada indivíduo tem sua dose de controle e tolerância (de acordo com peso, gênero, altura e adaptação), mas de forma geral, não ultrapassar, 300mg de cafeína por dia, e evitar o consumo perto da noite são boas medidas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s