Por que Isotônico é mais que hidratação?

A importância da água para o bom funcionamento do organismo é inegável, uma vez que ela é 70% da composição do corpo humano e participa de praticamente todas as suas reações. Portanto, manter-se hidratado é de suma importância para a manutenção da homeostase e do equilíbrio osmótico corporal.

Bebidas isotônicas são, por definição, aquelas que possuem osmolaridade semelhante a do plasma sanguíneo, que varia de 285 a 295 mOsm/L. Sua composição consiste basicamente em sódio, carboidratos, potássio, vitaminas e minerais, o que otimiza a absorção de líquido quando consumidas. Mas como será que isso acontece?

A absorção dos carboidratos chamados de monossacarídeos, glicose, frutose e galactose, é feita no intestino por meio de proteínas presentes na sua parede interna. No caso da glicose, a absorção é feita por um cotransportador dependente de sódio, chamado SGLT-1. Isso significa que a absorção da glicose é realizada juntamente com a do íon sódio. Dessa forma, quando há aumento da retenção dessas substâncias no meio interno, a absorção de água também é favorecida por osmose.

Por serem facilmente e rapidamente absorvidas pelo organismo, bebidas isotônicas são muito usadas por atletas e praticantes de atividade física que possuem alta perda de líquidos e sais pelo suor. Além da reposição de energia e sais, a reposição de fluídos é essencial para manter a performance e evitar o estresse térmico e muscular.

Pensando nisso, a Dobro lançou a linha Up, inspirada nos 4 elementos da natureza. O elemento água corresponde ao Isotônico, sabor blueberry que contém 26g de carboidratos e eletrólitos para uso, principalmente, intra treino.

Como todos os produtos da Dobro, apenas com ingredientes de origem vegetal!

Referências:

Jeukendrup AE. Training the Gut for Athletes. Sports Med. 2017 Mar;47(Suppl 1):101-110. doi: 10.1007/s40279-017-0690-6. PMID: 28332114; PMCID: PMC5371619.

Kiela PR, Ghishan FK. Physiology of Intestinal Absorption and Secretion. Best Pract Res Clin Gastroenterol. 2016 Apr;30(2):145-59. doi: 10.1016/j.bpg.2016.02.007. Epub 2016 Feb 10. PMID: 27086882; PMCID: PMC4956471.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s